A medicina laboratorial desempenha um papel importante na detecção precoce, no diagnóstico e tratamento de muitas doenças. A COVID-19 não faz exceção a esta regra. Exames de detecção como o PCR em tempo real (reação em cadeia da polimerase) e os testes de antígenos (Ag) permite a identificação direta do vírus, no entanto, o papel do diagnóstico laboratorial vai muito além disso, pois mais testes de diagnóstico in vitro são necessários para avaliar a gravidade da doença, determinar o prognóstico, o acompanhamento, orientar o tratamento e monitorar a terapia.

Com base na literatura disponível sobre anormalidades laboratoriais em pacientes com COVID-19, o IFCC publicou um guia de informações sobre monitoramento bioquímico de pacientes com COVID-19. Um dos tópicos do guia se concentra no monitoramento bioquímico de pacientes com COVID-19 por meio de testes de diagnóstico in vitro.

Vários testes de diagnóstico in vitro estabelecidos foram associados a uma progressão adversa de COVID-19 e podem fornecer informações prognósticas importantes. A tabela abaixo é um resumo do “Guia de informações da IFCC”. É recomendado a realização dos testes a seguir em pacientes com COVID-19, e a tabela a seguir também mostra os achados laboratoriais mais importantes e suas possíveis indicações clínicas.

Parâmetro

Principal indicativo de anormalidade em adultos com progressão não favorável para COVID-19

Quadro clínico potencial e significância biológica

ALAT (TGP)

Injúria hepática e/ou dano do órgão

Albumina

Função hepática enfraquecida

ASAT (TGO)

Injúria hepática e/ou dano do órgão

Bilirrubina Total

Injúria hepática

Creatinina

Injúria renal

PCR

Infecção viral severa/sepse viral

D-Dímero*

Ativação da coagulação

Ferritina

Inflamação severa

LDH

Injúria pulmonar e/ou dano do órgão

PCT

Infecção bacteriana

Uréia

↑ (estimado)

Injúria renal

* Disponível como produto POCT para a plataforma ichroma™

Você pode explorar no site nossos produtos para dosagem de parâmetros bioquímicos. Estes testes são realizados em plataformas de bioquímica clínica automatizada, no qual temos equipamentos de alta tecnologia e de diferentes portes para a realização dos mesmos. No entanto, a execução dos testes de bioquímica clínica também pode ser realizada em plataformas de Point-of-Care através da tecnologia utilizando reagentes liofilizados e resultados de um painel de parâmetros em até 12 minutos. Conheça mais em biosys.com.br/sd1.

 

REFERÊNCIAS:

Adaptado de: Delseith-Hermsdorf, I. DiaSys Parameters in COVID-19 Monitoring. Diasys. 2020-04-15

BIOCHEMICAL Monitoring of COVID-19 Patients. 2021. Disponível em: https://www.ifcc.org/resources-downloads/ifcc-information-guide-on-covid-19-introduction/5-biochemical-monitoring-of-covid-19-patients/. Acesso em: 19 set. 2021.